Costumamos relacionar independência financeira com ganhar muito dinheiro, e que só é possível alcançá-la se você for aquela pessoa que não se preocupa com a fatura do cartão. Mas a verdade é que, ser independente financeiramente está mais relacionado com organização e economia do que em apenas ganhar muito dinheiro. É conseguir uma reserva que seja suficiente para viver sem precisar depender de outra renda.  

E a conta é bem simples, não se  gasta mais do que ganha, esse é o mantra!

E se você começou a estagiar agora, esse é o momento de se organizar e caminhar no sentido da independência financeira. Não é fácil, e por esse motivo, listamos algumas dicas que vão te ajudar a planejar a sua vida financeira.

Pare, pense e organize

Organização financeira começa em saber exatamente quanto você ganha e quais são os seus gastos fixos e variáveis. Contas como, aluguel, conta de luz, água, parcela da faculdade, planos de telefonia, são contas fixas e que saem todo mês. Agora gastos como, restaurantes e roupas são custos variáveis que podem alterar de um mês para o outro. 

Seja em uma planilha de excel, ou anotando em um caderno, o importante é ter consciência dos seus gastos.

Quanto eu gasto?

O próximo passo é entender onde está a maior parte do seus gastos, para onde vai seu dinheiro?

É recomendado guardar uma porcentagem do seu salário. Se você possui alguma dívida priorize quitá-la usando esse dinheiro e economize o que for possível. O importante é sempre guardar um valor mesmo que pequeno. 

Economizar é essencial mas não deve ser sinônimo de sofrimento, o propósito aqui é saber seus gastos para não deixar de fazer coisas que te fazem feliz por ter que economizar, é só saber equilibrar os gastos. 

Procure entender um pouco de finanças

Não precisa ser um especialista em mercado financeiro, mas se o plano é guardar dinheiro, existem opções além da poupança, como investimentos em renda fixa, que oferecem um risco menor comparado com ações na bolsa por exemplo

Entender os benefícios e os riscos de cada investimento  é o caminho para escolher a melhor forma de poupar. Tenha sempre um objetivo em mente para esse dinheiro e resgate somente no prazo estipulado. 

Tenha metas 

Começar a pensar em independência financeira sem metas não funciona. E sabemos que, para alcançá-la, é necessário planejamento, organização e economia. Por esse motivo, é importante traçar metas como, juntar um valor para reserva de emergência, guardar para dar entrada em um imóvel ou estudar fora. 

Metas são o combustível para manter o foco no objetivo principal.

Faça pesquisas de preço 

Tenha o hábito de pesquisar preços, você vai se impressionar com o quanto é possível economizar apenas dedicando um tempo para comparar preços. Existem aplicativos e sites que podem ajudar, e muito, na busca pela economia como  Já Cotei, Zoom e GetNinjas

Não caia na armadilha do cartão de crédito 

Quem nunca caiu na armadilha do cartão de crédito que atire a primeira pedra. Usar o cartão de crédito sem controle é um tiro no pé, pode gerar uma bola de neve em dívidas e bagunçar todo o seu planejamento financeiro. 

Coloque um limite de gastos no cartão de crédito por mês, e se por algum motivo ultrapassar esse limite, compense no mês seguinte. 

Não existe limite de idade para começar a buscar independência financeira

Não se prenda a ideia de que, se até os 30 anos você não conquistar sua independência financeira será tarde de mais, esse conceito é ultrapassado e perdeu totalmente o sentido. 

Nunca é tarde para começar a organizar sua vida financeira, o importante é ter um objetivo e de maneira alguma se sentir incapaz de ser independente financeiramente por ideias como esta. Fique firme no plano e não desista. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here